Previsão: final de semana de SUP; no nordeste rola onda!

outlook_dec_14.gif

Forecaster: Caio Stringari / broou.app

O final de semana será de condições bastante difíceis na costa brasileira. No sul e no norte, o flat deve chegar para ficar durante o final de semana. No sudeste, a sexta-feira deve ser o melhor dia, com alguma valinha de até meio metro, perdendo força no decorrer do fds. A região que se salva é o nordeste, que mantém condições constantes e regulares durante o final de semana, prometendo boas ondas na região de Itacaré na sexta-feira.

Acesse o app para conferir a previsão e reports em tempo real pro seu pico. Abaixo, confira a previsão completa por região:

região sul

Captura de Tela 2017-12-14 às 10.29.41.png

outlook

Sem muita ação na região Sul neste fim de semana. Um área de alta pressão atmosférica sobre o Atlântico Sul gera ventos de nordeste que persistem até o domingo. Esse ventos geram um swell com direção offshore de nordeste, que quando interage com linha de costa da região resulta em ondas de leste com baixo período e pouca altura na grande maioria das praias. No final do domingo, uma nova frente fria passa pelo sul da região e deve trazer melhores condições de surf para o início da próxima semana. As praias de Santa Catarina e Paraná devem apresentar melhores condições do que as praias do Rio Grande do Sul.

sexta-feira (15/12/2017)

Ondas de leste entre 0.1 e 0.6 metros com período de 9 segundos. Vento fraco de leste. Formação ruim.

sábado (16/12/2017)

Ondas de leste entre 0.1 e 0.6 metros com período de 8 segundos. Vento moderado de nordeste. Formação ruim.

domingo (17/12/2017)

Ondas de leste entre 0.1 e 0.6 metros com período de 7 segundos. Ventos moderados girando de nordeste para sudeste. Formação ruim.

região sudeste

Captura de Tela 2017-12-14 às 10.29.57.png

outlook

Também sem muita ação na região Sudeste. Os ventos predominantes de nordeste geram uma ondulação que chega às praias da região entrando de leste com pouca altura e baixo período. A sexta-feira ainda deve trazer algumas ondas, mas a intensidade da ondulação cai durante o dia e no sábado e no domingo as condições estão mais para SUP do que para surfe. De modo geral, as praias do Rio e do Espírito Santo recebem melhores ondas do que as praias de Sao Paulo.

sexta-feira (15/12/2017)

Ondas de leste entre 0.3 e 0.6 metro com período de 10 segundos. Vento moderado de nordeste. Formação entre regular e ruim.

sábado (16/12/2017)

Ondas de leste entre 0.1 e 0.3 metro com período de 9 segundos. Vento moderado de nordeste. Formação ruim.

domingo (17/12/2017)

Ondas de leste entre 0.1 e 0.6 metro com período de 9 segundos. Vento moderado de nordeste. Formação ruim.

região nordeste

Captura de Tela 2017-12-14 às 10.30.10.png

outlook

De modo geral, condições regulares e constantes na região Nordeste neste fim semana. A exceção ocorre na na sexta-feira, quando os modelos indicam o núcleo de uma ondulação de 15 segundos (!) e altura na casa do meio metro chegando no sul da Bahia. Se essa previsão se confirmar, as praias da região de Itacaré, devem apresentar condições muito boas. No restante da região, ondas na casa do meio metro com baixos períodos e formação no máximo regular. Os ventos sopram moderados e constantes de leste.  

sexta-feira (15/12/2017)

Ondas de leste entre 0.3 e 0.6 metros com períodos de até 15 segundos no sul da Bahia. Vento moderado de leste. Formação entre boa e regular.

sábado (16/12/2017)

Ondas de leste entre 0.3 e 0.6 metros com períodos de 5 segundos. Vento moderado de leste. Formação ruim.

domingo (17/12/2017)

Ondas de leste entre 0.3 e 0.6 metros com períodos de 5 segundos. Vento moderado de leste. Formação ruim.

região norte

Captura de Tela 2017-12-14 às 10.30.25.png

outlook

Sem ondas na região norte nesse final de semana. Os modelos indicam ondas pequenas, com baixo período e formação ruim. Os ventos sopram moderados e constantes de leste.

sexta-feira (15/12/2017)

Ondas de nordeste entre 0.1 e 0.3 metro com período de 7 segundos. Vento moderado de leste. Formação ruim.

sábado (16/12/2017)

Ondas de nordeste entre 0.1 e 0.3 metro com período de 8 segundos. Vento moderado de leste. Formação ruim.

domingo (17/12/2017)

Ondas de nordeste entre 0.1 e 0.3 metro com período de 7 segundos. Vento moderado de leste. Formação ruim.

PipeMasters: domingo sólido + previsão de altas para os próximos dias

Forecaster: Pedro Guimarães

Boas ondas previstas para Pipeline neste domingo 10 de Dezembro de 2017. De acordo com a previsão, podemos ter ondas grandes, entre 3 e 4 metros, com 14 segundos de período. Um vento de moderado a forte de norte e noroeste tendem a atuar no período da manhã, mas perdendo intensidade ao longo do dia. O resultado da combinação desses fatores deve ser de ondas incríveis, com destaque para Backdoor, que deve proporcionar os tubos mais longos e complicados.

Previsão para os próximos dias de competição no broou.app.

Esse swell tende a perder força rapidamente. Para segunda-feira estão previstas ondas na casa de 1.5 a 2.5 metros e 12 segundos de período. Mas um vento terral de sudoeste deve deixar o mar limpo e ajudar na formação das ondas. Com isso devemos ter condições muito boas de surf, mas com tamanho medianos ou até pequenos quando se trata de Pipeline. Backdoor deve proporcionar os melhores tubos nesse dia.

Captura de Tela 2017-12-10 às 13.08.13.png

Na terça-feira o mar volta a subir ao longo do dia, podendo a chegar a até 4 metros de altura e 16 segundos de período no final do dia. O vento se mantém fraco e de terral no período da manhã. A tarde, o vento tende a virar para norte com intensidade moderada. O período entre o vento norte entrar e a chegada do swell deve ser a melhor hora de surf do dia. Como o swell se mantém de noroeste, Backdoor deve continuar sendo a estrela da competição.

Apesar de ainda ser um pouco cedo para determinar, ao que tudo indica, teremos condições sólidas de ondas para os próximos dias também.

pipemasters_2017_wide.gif

CODE RED BRAZIL IT’S ON! 

1, 2, 3, 4 metros pra mais! O swell entrou enorme e faz jus à previsão de ondas. Vários picos da Costa Sul e Sudeste estão funcionado com peso. No Rio por exemplo, a prefeitura interditou a Ciclovia Tim Maia, “por causa da ressaca com ondas de 4 metros”. Em Santos, quarenta cinco contêineres caíram de um navio mercante na entrada do Porto, “por conta da força maré” e, tanto os contêineres quanto os produtos, a carga se espalha pelo litoral. Em Santa Catarina, a Defesa Civil emitiu alerta máximo de atenção devido ao “mar agitado a grosso com ressaca no litoral de SC.”

Em Laguna, acontece desde cedo uma session do “Mormaii Big Wave Challenge”, competição chancelada pela WSL na praia do Cardoso, Farol de Santa Marta (SC). O evento está sendo transmitido via facebook da Mormaii, e segundo as informações da transmissão o evento oficial pode acontecer amanhã. Paralelamente, acontece em São Paulo, o “Rusty Sorriso Cambury Big Surf”, com a Laje do Sorriso, localizada a 700 metros da costa da praia de Camburizinho, funcionando com mais de 2.5 metros de ondas.

De acordo com o boletim do broou, o swell chegou ao litoral de São Paulo com bombas para mais de 2 metros de ondas. Os períodos hoje estão entre 12 e 14 segundos e direção sudeste. Os ventos no Sudeste sopram de nordeste moderados nesta sexta e no sábado, e com mais força no domingo. A sugestão dos oceanógrafos: “Procure por picos onde a ondulação de sudeste funciona melhor.”

Surfista! Verifique no broou.app onde os picos apresentam “triple blue” com as melhores condições para o surf, prepare o seu quiver e os equipos, chegue na praia faça o report e compartilhe com os brothers. Vai pro mar, bro!

A caça de um swell histórico, por Lapo Coutinho

Uma ondulação de proporções históricas atingiu em cheio a costa brasileira. Monitorando swells em ano de El Niño, o big rider Lapo Coutinho abriu uma verdadeira caça as maiores ondas da região Sudeste do Brasil, pegando a estrada entre Rio – São Paulo. Resultado: tensão e êxtase na mesma medida; e o surf recompensador em ondas gigantes na Laje do Sheraton, no Rio de Janeiro, e em altos tubos na potente praia de Maresias.

Confira o vídeo de série broou.sessions, com o swell que entrou para a história do surf nacional.

Isso é pra você, bro.

Broou conecta surfistas em aplicativo de previsão de ondas

Startup brasileira acredita que ciência aliada à tecnologia e aos reports dos usuários pode melhorar a interpretação de swells no mundo

O Broou nasceu da paixão pelo surfe aliada ao desejo de inovação e foi idealizado por um grupo de surfistas empreendedores que precisavam de uma ferramenta que os ajudassem a encontrar as melhores ondas e ainda os conectassem aos amigos da praia.

Assim, eles criaram um app com sistema próprio de previsão de ondas, design e tecnologia de navegação diferenciados, pioneiro no monitoramento de swells e focado na experiência mobile. Disponível nas plataformas iOS e Android, a linguagem simples e direta já conquistou mais de 55 mil downloads orgânicos. Cerca de 80% da audiência está concentrada no Brasil, mas já há adeptos nos Estados Unidos, Austrália, Portugal, Espanha, França, Nova Zelândia, Peru e África do Sul.

Por meio da análise exclusiva das condições ideais para cada um dos mais de 1500 picos cadastrados, o surfista pode conferir e compartilhar as condições através de reports com fotos que ajudam no desenvolvimento do sistema de previsão de ondas.

Com a missão de inovar e apresentar funcionalidades relevantes para os surfistas, a startup tem novas atualizações em desenvolvimento.

“Nos próximos meses pretendemos disponibilizar um gráfico com o comparativo de diferentes fontes de dados, e informações de boias oceanográficas. Em 2017, vamos implantar o machine learning para utilizar as informações dos reports e melhorar o acerto da previsão, tornando-o um sistema híbrido e de caráter cientifico", explica Adriano Wiermann, head de oceanografia do broou.

O novo site da marca apresenta o filme manifesto narrado pelo músico Donavon Frankenreiter, e outras informações sobre o aplicativo, o sistema de previsão e os embaixadores do broou.

Baixe o app gratuitamente na iOS App Store ou no Android Google Play; e acesse o site broou.com.

Waterman

Conhaça o Alemão de Maresias

Em 2015 os fundadores do Broou criaram e realizaram a 'Expo Mundo Surf' ao lado do waterman e surfista de ondas grandes, Alemão de Maresias. Uma exposição temática que mostrou ao público as principais áreas do surf, nos shoppings Metrô Tatuapé e Boulevard.

Uma das áreas da exposição contemplava 'aulas de surf' teórica para iniciantes. Para contextualizar o público, criaram este 'mini-doc' sobre o Alemão de Maresias, seguido uma série de 'video-aulas' que explicavam os fundamentos básicos para começar a surfar.

Lapo Coutinho: tubão 'slow motion'

Lapo Coutinho é a maior promessa do big surf nacional. Sua paixão por ondas gigantes é igualmente proporcional a tubos gigantes. No video filmado em 4k, Lapo dá uma aula de como entubar com estilo e perfeição nas direitas pesadas de Puerto Escondido, no México.

O anjo da guarda

Um dia muito triste para a comunidade do surf. Enquanto estávamos em plena broou.tour com Donavon Frankenreiter, fomos surpreendidos com a notícia de que o brasileiro Ricardo dos Santos tinha levado um tiro durante uma discussão com um policial que estava de folga. Amigo e companheiro de equipe na Billabong, Donavon resolveu prestar uma homenagem para o Ricardinho e nos pediu para editar um filme para ser exibido na abertura do show em São Paulo, no dia seguinte. Donavon escolheu a música 'That's the Way' do Led Zeppelin, uma das bandas preferidas do Ricardinho para embalar a homenagem.